segunda-feira, 12 de maio de 2008

Votei nulo

Nas eleições legislativas de 2005, apesar de já ser militante do PSD, votei nulo (aliás, os votos nulos duplicaram). Foi para mim totalmente inconcebível que, após o desastre governativo de Santana Lopes, o PSD tivesse a falta de senso de o levar a eleições. Como foi possível tamanha loucura? Ficaram surpreendidos com os resultados?

Eu acho que o PS tem uma dívida de gratidão para com Santana Lopes: ofereceu-lhes de mão beijada a primeira maioria absoluta de sempre. Se não lhe erguem uma estátua, ao menos que o tornem membro honorário de PS.

1 comentário:

João Espinho disse...

Eu, militante desde 1979, votei em branco. Pela primeira vez não necessitei de esferográfica para exercer o meu voto. Incomodou-me, mas senti-me de bem com a minha consciência.